O MUNDO DAS STARTUPS E O VAREJO FARMACÊUTICO!

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Sai da faculdade com uma tarefa difícil que com certeza você também passou por algo parecido, havia acabado de me formar e tinha 4 opções:

1 – Voltar para minha casa e minha família e procurar emprego (me formei na Universidade Estadual de Maringá, que fica a 540 km de casa),

2 – Aceitar a proposta de emprego para trabalhar em uma drogaria na cidade onde me formei com um salário relativamente bom para uma carga horária de 6 horas.

3 – Aceitar a proposta de trabalhar em uma grande indústria farmacêutica.

4 – Aceitar a proposta de um empresário “maluco” que me convidou para junto com ele e uma equipe desenvolver um aplicativo para Smartphone relacionado com compra e venda de medicamentos.

Nas três primeiras opções eu teria iniciado uma carreira farmacêutica como milhares de farmacêuticos recém formados fazem todos os anos, mas na opção número quatro eu vi a oportunidade de construir algo novo e contribuir com a sociedade de uma maneira diferente. Como já deixei a entender, eu escolhi a opção número quatro, me mudei para o Rio de Janeiro e aprendi muita coisa legal, e é sobre isso que quero conversar com você a partir de agora.

Vou começar contando um pouco do projeto e explicando o que é uma Startup!

Hand writing Start-up concept with black marker on transparent wipe board.

O “empresário maluco” a quem me refiro foi o Eduardo Ferreira, um dia ao ver uma reportagem na internet falando sobre a diferença de preços entre as drogarias ele teve a ideia de fazer um aplicativo para resolver este problema. Basicamente o objetivo do aplicativo era fazer uma pesquisa nas farmácias mais próximas ao cliente e pelo celular informaria o preço e o estoque, assim o consumidor não precisaria ficar andando pesquisando preços e procurando o seu medicamento, com apenas um clique ele saberia o preço do seu produto e onde encontra-lo.

Uma Startup (como a EasyFarma) é quando você e sua equipe conseguem criar um negócio que seja altamente escalável e que possa ser reproduzido. Vou explicar melhor, pense em empresas como o Facebook, WhatsApp, Groupon e diversas outras. Todas são empresas que trouxeram uma inovação para o mercado, o Facebook como a melhor e maior rede social do mundo, o WhatsApp trouxe a inovação com uma comunicação simples e fácil e o Groupon inovou com as compras coletivas trazendo para o mundo uma nova forma de fazer negócios.

As empresas citadas anteriormente são todas empresas que conseguem reproduzir o seu modelo de negócios em todo o mundo. Pessoas no Brasil, Europa e EUA podem usar esses produtos sem maiores problemas, ou seja, é um produto que pode ser reproduzido (vários lugares no mundo utilizam) e tem uma alta lucratividade com um baixo custo operacional.

Vamos dar um exemplo simples, imagine que você tenha um restaurante no centro da cidade, se você quiser atender pessoas que moram afastadas do centro da cidade, provavelmente você terá que abrir um segundo restaurante em um bairro mais afastado. O seu lucro vai aumentar, mas o seu custo operacional também vai, pois será necessária a locação se um segundo ponto comercial, novos funcionários, novos móveis e assim por diante.

Agora, imagine que você em vez de abrir um segundo restaurante, construa um site para divulgar seu restaurante e monte um pequeno televendas, você contrata mais um motoqueiro e um cozinheiro.

Você prepara um cardápio diferenciado com pratos quentes e pratos congelados, faz a divulgação não apenas em um bairro específico, mas em vários outros bairros da cidade e começa a vender seu cardápio diferenciado pelo telefone e internet.

Percebeu a diferença? No primeiro caso o seu lucro aumentaria, mas o seu custo operacional também, já no segundo caso, você consegue atender praticamente toda a cidade, mas com um custo bem reduzido, se comparado a montagem de um segundo restaurante.

 No caso, o seu restaurante inovou no cardápio e na maneira de recolher os pedidos (internet e telefone), o restaurante que antes atendia apenas o centro da cidade, agora atende toda a região com um custo reduzido. Esta é a essência de uma startup! Trazer uma solução (produto) que pode ser vendido para o máximo de pessoas com o menor custo possível.

Criar um modelo de negócios neste molde, exige muito estudo, muitos experimentos e muita conversa com o cliente, pois é bem mais difícil do que parece.

No tempo que morei no Rio de Janeiro dando os passos iniciais na Startup EasyFarma, eu aprendi muito sobre o desenvolvimento de novos negócios e relacionamento com clientes, afinal eu fiquei vários meses visitando inúmeras drogarias e participando de várias feiras, eventos e reuniões de negócios.

Empresas como Apple, Facebook, Groupon, Buscapé, EasyTaxi, WhatsApp e muitas outras, começaram um dia como pequenas empresas no fundo de uma garagem e hoje são empresas de grande respeito e valor econômico.

Todos os jovens empresários assim como eu, sonham em desenvolver um negócio como estes, onde se possa atingir milhões de pessoas em um curto período de tempo e com alta rentabilidade, mas isso é difícil e exige muita dedicação.

Neste tempo de desenvolvimento do projeto aprendi e apliquei diversas metodologias de gestão da inovação, não consigo aqui falar de todas elas, mas quero compartilhar uma coisa bem legal com você e tenho certeza que você vai conseguir aplicar isso no seu trabalho.

Na graduação com certeza você deve ter participado de algum tipo de experimento cientifico ou participou de algum projeto de pesquisa. Podemos resumir os projetos e experimentos em duas palavras: Tentativa e erro. Você tenta diversas vezes de várias maneiras diferentes até o momento que consegue o resultado que deseja.

Eu entendi que no mundo dos negócios e do varejo é exatamente a mesma coisa, só que em vez de fazer experimentos com pipetas e insumos farmacêuticos você faz experimentos com produtos, vendas e clientes. No mundo das Startups costumamos fazer um ciclo de desenvolvimento e experimento e este ciclo pode ser aplicado em qualquer lugar, vou te explicar agora como funciona.

O nome do ciclo é Construir-Medir-Aprender!

A primeira parte é a construção, e toda construção parte de uma Hipótese, uma hipótese pode surgir por meio de uma simples pergunta, então pergunte-se! O que posso fazer hoje para melhorar meu atendimento? O que posso fazer para melhorar as vendas? O que posso fazer para melhorar o desempenho da minha equipe? O posso fazer para ser mais valorizado no local onde trabalho?

Pense, reflita e crie uma hipótese que responda sua pergunta. Com a sua resposta em mente, construa alguma coisa, que pode ser treinar seus funcionários, criar uma promoção, aprender um assunto novo, experimentar novas abordagens na hora de atender seu cliente, resumindo, CONSTRUIR algo novo.

Não basta apenas construir, ou seja, não basta apenas “colocar a mão na massa”, do que adianta você fazer uma promoção se não avalia se ela realmente foi efetiva? Do que adianta fazer uma especialização se você não avalia se ela realmente será útil e se realmente esta tendo o valor que merece? Depois de construir qualquer coisa você deve avaliar a efetividade disso, e os resultados que as suas ações trouxeram para a sua vida.

Por isso, logo após construir você deve MEDIR, meça se o que construiu está fazendo a diferença, colete os dados do seu experimento e avalie se teve resultado. Fazer a promoção está elevando as vendas? O que posso fazer melhor? Minha especialização está me valorizando mais? Não? Porque?

A parte principal do ciclo é APRENDER, a partir do momento que você construiu algo e está medindo o resultado disso, você aprende com cada experimento. Os seus resultados vão lhe dizer se está no caminho certo ou não.

Este ciclo pode ser usado por você colega farmacêutico do varejo, de diversas maneiras, com seus funcionários, com seus fornecedores, seu atendimento, clientes, enfim, da maneira que sua criatividade e a sua demanda necessitar.

Construa, meça e aprenda, faça isso constantemente e estará sempre crescendo!

Vitor Costa – bora bora bora…  😎

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *